Langhorne Crossing Dry Red 2004

langhorne-crossing-2004Austrália

Tinto, Shiraz e Cabernet Sauvignon, 2004

Vinícola: Bleasdale

Preço: R$ 32,00

Esse é o 28.o vinho selecionado para a Confraria Brasileira de Enoblogs. Quem escolheu o vinho deste mês, foi a Ivânia do blog I Vini Vinhos.

Como foi um extemamente corrido para mim, deixei para comprar na última hora e fui ao Pão de Açúcar ontem à noite atrás do vinho. Dei uma olhada no rótulo e fiquei meio desconfiado, pois como a safra é de 2004, e no rótulo até indicava para ser bebido entre 2 e 3 anos, quase desisti. Mas para não furar meu compromisso com a confraria, comprei.

Infelizmente não deu outra – praticamente morto, mostrando sinais evidentes de oxidação. Para dizer a verdade, embaixo dessa oxidação senti os aromas da fruta e com certeza em seu ápice, se tratava de um bom vinho, mas dessa vez não deu.

Agora, a pergunta que não quer calar é:

Se num supermercado como o Pão de Açúcar, que se propõe a ter um nível “premium”, contam inclusive com sommelier passeando pelas gôndolas, para auxiliar suas compras, etc, como podem fazer vista grossa e colocar vinhos assim, declaradamente em fim de carreira, à venda?

Será que eles não pensam no prejuízo que um tipo de experiência assim, num consumidor menos atento, pode provocar?

Na minha opinião, “empurrar” o estoque pode sair muito mais caro.

4 comentários sobre “Langhorne Crossing Dry Red 2004”

  1. Oi Alexandre,

    Eu acho estranho estar oxidado mesmo pq a garrafa é screw cap, não tem como oxidar e eu tb tomei o 2004, e os outro tb tomaram e a surpresa foi unânime todos acharam que o vinho apesar de 5 anos ainda estava bom… o meu ainda tinha violáceo.

    O que pode ter acontecido, eu imagino, é que a tampa pode ter sofrido algum choque, amassado de algum jeito e assim permitido a entrada de ar.

    Acho vc deu azar mesmo… que pena!

    Bjos

  2. Pois é Ivi…

    Para você ter idéia, o vinho tinha uma cor já granda para o marrom.

    A unica explicação é onde estava armazenado, iluminação, etc.

    Infelizmente tenho dado azar em compras em supermercados.

    =/

  3. Discordo, centenas de vezes já ví o pessoal das lojas especializadas enchendo o carrinho no pão de açúcar para depois revendar nos seus lindos móveis especiais, ai as pessoas vão lá e compram achando que aquele vinho foi “devidamente” acondicionado…
    não vamos exagerar…

  4. Olá anônimo…

    Já comprei muito vinho em ambos, lojas especializadas e supermercados e até agora, só tive problemas com supermercados.

    Não é questão de exagero e sim de estatística.

    Obrigado pela visita!

    Alexandre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *