Vinícola Arboleda e a elegância dos vinhos chilenos

Em mais uma degustação promovida pela Expand, conheci as novas safras de alguns vinhos da vinícola chilena Arboleda. Quem veio nos apresentar os vinhos, foi a simpática Macarena Rodríguez, Brand Manager da Arboleda.

A Arboleda é uma vinícola jovem, fundada em 1999 por Eduardo Chadwick. Está localizada na região norte do Chile, mais precisamente no Vale de Aconcagua. Esta é uma região mais fria e mais próxima do oceano Pacífico, o que faz com que as uvas amadureçam mais lentamente. O resultado dessa combinação de solo, clima e influência do mar, se percebe claramente na taça – vinhos muito elegantes e equilibrados.

A Arboleda tem dois vinhedos nesta região – um que fica a 12km da costa no Aconcagua onde produzem brancos de sauvignon blanc e chardonnay e um tinto de pinot noir. O outro vinhedo fica a 50km do Aconcagua na região Entre Cordilheiras. Lá eles produzem os tintos de carmenère, cabernet sauvignon e syrah.

Como todo o projeto é focado em sustentabilidade, eles mantém mais de 500 hectares de mata nativa e ainda uma represa própria, para armazenar água o suficiente para irrigar uma safra inteira se for necessário.

arboleda-vinhos

Um grande projeto. Veja minhas impressões sobre os vinhos que provei: 

Arboleda Sauvignon Blanc 2013 (R$ 120)

Muita intensidade aromática, bem cítrico e herbáceo que lembra grama cortada. Na boca também é bem cítrico, mas a acidez equilibrada, deixando o vinho aveludado.

Arboleda Chardonnay 2012 (R$ 120)

Um chardonnay vinificado 100% em barricas de carvalho francesas. A baunilha e o amanteigado que vem desse estágio por barricas de carvalho, não sobressaem a fruta bem madura. Ótima acidez e untuosidade. Muito bom.

Arboleda Pinot Noir 2012 (R$ 155)

O melhor do ainel. Bem frutado, lembrando cereja fresca e notas de tabaco e terra molhada. Na boa é vele, excelente acidez e taninos finíssimos. Esse é daquele pinot noir que vai surpreender muita gente, se for provado às cegas com pinot noir da Borgonha. Excelente.

Arboleda Carmenère 2011 (R$ 120)

Muita gente ainda torce o nariz para essa uva, mas esse vale a pena. Um carmenère que não tem aquele herbáceo chato da maioria, mas sim muita fruta vermelha. Taninos finos, acidez equilibrada e álcool totalmente integrado.

Arboleda Cabernet Sauvignon 2011 (R$ 120)

Muita fruta negra como ameixa, especiarias e tostado. Na boca tem taninos mais firmes, mais corpo enotas de chocolate e couro. Mais encorpado que os anteriores, mas não menos elegante.

2 comentários em “Vinícola Arboleda e a elegância dos vinhos chilenos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *