Primeira Estrada, o vinho que veio de Minas Gerais

Veja só como esse nosso Brasil é cheio de surpresas. Recebi nesta semana uma amostra de um vinho feito em Minas Gerais, mais precisamente na região cafeeira de Três Corações.

primeira-estrada-syrah

A vinícola Estrada Real não inovou apenas em tentar fazer vinhos nesta região, mas também na técnica de como produzir as uvas com qualidade através da inversão do ciclo da videira. Normalmente a maturação das uvas acontecem na Primavera/Verão, mas nesta inversão, a colheita é feita na época do Outono/Inverno, período mais seco e dias mais ensolarados, condições propícias para obter uvas mais maduras. Essa técnica de inversão do ciclo da videira é chamada de dupla poda.

O resultado desta aposta é o vinho Primeira Estrada Syrah 2010. Um vinho de cor bem escura, aromas de fruta negra madura, pimenta, tostado e um toque animal. Na boca tem corpo médio, uma bela acidez, taninos finos, bastante frutado e apesar de passar 12 meses em barrica, a madeira não encobre a fruta.

Um bom vinho brasileiro que surpreendente pela a qualidade vinda de uma inovação no plantio em uma região improvável. O preço (R$ 78) talvez assuste os desavisados, mas independente disso, esse é o fruto de um grande trabalho de mais de 10 anos que tem que ser valorizado e aplaudido.

Mais um exemplo de que o Brasil tem que ser descoberto pelos brasileiros.

12 comentários sobre “Primeira Estrada, o vinho que veio de Minas Gerais”

  1. Embora o vinhedo esteja localizado em Três Corações-MG, a produção e envase do vinho ocorre em Espírito Santo do Pinhal – SP (a 230km de distância de Três Corações). Também me chamou atenção a sede da Sociedade Vinícola Estrada Real estar no município de Caldas-MG (a 185km de Três Corações).

    Portanto, ao meu entender, é um vinho que não possui uma Denominação de Origem, um “terroir”… e querer associar sua imagem a Estrada Real, é no mínimo, forte enganação.

    (contra-rótulo do vinho Primeira Estrada)

    Produzido e engarrafado por Agrícola Guaspari Indústria e Comércio de Vinhos Ltda. Rua Pedro Ferrari, 300 Parque dos Lagos – CEP: 13.990-000 – Espírito Santo do Pinhal – SP – CNPJ: 11.005.453/0001-27 IE: 530.100.772.110. Responsável Técnico: Ana Paula Sossai Tessarini , CREA SP: 5062655348. Para Sociedade Vinícola Estrada Real Ltda. Sítio do Jacarandá II, CP. 56. CEP 37780.000 – Caldas MG. CNPJ: 08892794/0001-57 INSC. EST.: 0010493720057. Registro do produto no MAPA sob o nº SP-10864 00001 Lote: 001/2010.

    1. A plantação das uvas fica em Tres coraçoes na fazenda maria da Fé,a produção em garrafas é em espirito santo do pinhal leonardo,isso se chama associação de suporte para produzir o vinho leonardo pinheiro.É como se eu plantar otimas laranjas e querer vender no mercado nacional e me associar com um empresario estruturado que produzira e comercializara certo? ( suporte e lojistica) não tem enganação.

  2. Pingback: Interessante: Primeira Estrada Syrah 2010 | Contando Vinhos

  3. Boa tarde. Hoje descobri este vinho pela CBN num transito ouvido o Carlos Alberto Sardenberg ele perguntou ao Jorge Lucky sobe este vinho o mesmo fez um excelente elogio e o modo de colheita das UVAS. Gostei de da opinião do Jorge.
    Quando que este vinho vai entrar no mercado ? moro em Vitória E.S como posso obter uma meia duzia deste Vinho,
    Att.
    Abrahaõ

    1. Degustei esse vinho no Restaurante Paco & Baco, em Tiradentes/MG, e, recente viagem por lá. Excelente vinho.

  4. Comprei e posso afirmar que foi uma grata surpresa ao degusta-lo.
    Mandei para meu filho na Europa, lá ele fez um rango, e serviu o mineiro Syrah Primeira Estrada, bem como um goiano de Cocalzinho, Bandeiras varietal Barbera, da Pireneus Vinhos, os quais foram elogiados por seus colegas franceses e espanhois.
    Chega de complexo de vira-lata.

  5. Boa tarde. Gostaria de saber se há visitas à área de produção da vinicola. Meu marido e eu conhecemos o vinho Primeira Estrada e apreciamos bem!

  6. Minas Gerais com a dupla poda, criada pelo agrônomo, doutor em videiras, Dr Murilo regin e com a Epamig, empresa estatal de desenvolvimento agrário, vem desenvolvendo projetos de expansão das videiras viniferas europeias.Existem vários projetos, ni Sul de minas, Diamantina, inclusive produzem lá um tempranillo e sauvignon blanc.Eu também faço parte deste projeto, o meu localiza se em Itabira, com foco nas uvas shiraz e sauvignon blanc, e experimental as castas de tempranillo e merlot em portas enxertias adaptadas para a região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *