Donnafutaga foi para mim, um daqueles amores à primeira vista. E o que me encantou foi justamente o vinho que muita gente menospreza, o vinho de sobremesa. Estou falando do Ben Ryé, um Passito di Pantelleria feito de uma uva branca chamada Zibbibo, bem comum na região da Sicília, onde fica a vinícola. Um vinho que é puro pêssego em calda e ainda tem aromas de mel e própolis. Um vinho sensacional para acompanhar um queijo mais forte como um gorgonzola ou roquefort.

donnafugata01

Só pela qualidade deste vinho de sobremesa, já havia me convencido da qualidade desta vinícola, mas daí aceitei o convite da importadora World Wine, para provar o vinho tinto mais famoso deles, o  Mille una Notte. Não só o vinho, mas como uma vertical dele com as safras 2004, 2005, 2006 e 2007.

O nome do vinho Mille una Notte,  foi dado por Gabriella Anca Rallo, uma das proprietárias da vinícola, que quando o provou pela primeira vez, achou tão potente e charmoso, que o considerou digno das Mil e uma Noites.

Donnafutaga é uma das vinícolas mais tradicionais da região da Sicília na Italia. Tem mais de 160 de história e durante muito tempo, foi conhecida pela produção de Marsala, um vinho fortificado de sobremesa. Atualmente eles produzem mais de 2 milhões de garrafas/ano e tem uma ótima estrutura para receber turistas, nesta linda região da Italia cercada pelo mar Mediterrâneo.

donnafugata02

Voltando ao Mille una Notte, é o vinho tinto top da vinícola, basicamente feito de uva nero d’avola e outras uvas regionais, mas que em suas últimas safras resolveu inovar e incluir em sua composição uvas francesas, como a cabernet sauvignon.

donnafugata03

O Mille Una Notte 2004, já apresentava aromas mais evoluído como notas de balsâmico, frutas secas, mas no paladar muito macio e com taninos bem finos. O Mille Una Notte 2005, parecido com o anterior, só que com taninos mais vivos ainda e muita acidez. O Mille Una Notte 2006 foi o que mais gostei e me pareceu bem diferente dos anteriores, com notas terrosas, taninos mais rústicos e acidez equilibrada. Por último o Mille Una Notte 2007, já contendo 10% de cabernet sauvignon em sua composição, é bem mais frutado, com notas de mentolado e balsâmico, acidez picante e tanino rústicos. Um vinho delicioso, mas ainda muito jovem.

donnafugata04
Todas as safras com qualidade e estilo equivalentes – potentes, elegantes e que expressam a uva nero d’ávola, ícone da região, em sua melhor forma.

O Mille una Notte e outros vinhos da Donnafugata, você encontra na World Wine.