Nederburg Noble Late Harvest 2011

Se tem um vinho que não falta aqui em casa é o vinho de sobremesa. Eles invariavelmente fecham com chave de ouro qualquer refeição e, dependendo do vinho, mesmo sendo servidos ao final da refeição, são as estrelas do evento.

Em umas dessas ocasiões abri o Nederburg Noble Late Harvest 2011, um vinho de sobremesa feito com uvas de colheita tardia botritizadas. Se você não se lembra da Vinícola Nederburg, vou refrescar sua memória – ela foi a responsável pela produção do vinho oficial da última copa do mundo, realizada na África do Sul. Cheguei até a escrever sobre eles aqui no blog (relembre).

Como eu estava dizendo, as uvas desse vinho de sobremesa são botritizadas, ou seja,  são deixadas por mais tempo amadurecendo nas videiras e atacadas por um fungo chamado Botrytis Cinerea. Esse é um fungo, vamos dizer assim, “do bem”. Ele tem um função muito importante de perfurar a casca da uva, fazendo com que a água saia e com isso se concentre todo o açúcar. As uvas ficam parecendo uvas passas e só depois são vinificadas.

nederburg-noble-late-harvest

O resultado é esse vinho de linda cor dourada, muito aromático, que lembram frutas passadas, mel, damasco, laranja cristalizada e no paladar é macio e com doçura e acidez bem equilibrada. Mesmo bem doce, não é nada enjoativo.

Pra acompanhar, a Vanessa preparou um crepe suzette que ficou perfeito com o vinho. Espetáculo!

Você encontra na Casa Flora.

1 comentário em “Nederburg Noble Late Harvest 2011”

  1. Pingback: Menu de Baco - Parfait de framboesas com amêndoas e mel | Diário de Baco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *